Termômetro Escolha o seu

A+ A-

É fato, toda caixa de primeiros socorros precisa de um termômetro. É ele quem vai mostra com certeza se o seu bebê está com febre, ou se a gripe pegou mesmo você de jeito. Mas existem tantos modelos disponíveis, como escolher o melhor? Nós damos as dicas certas para ajudar você nesta escolha.

Quanto aos materiais, existem dois tipos básicos: os tradicionais, de vidro com coluna de mercúrio, e os digitais, geralmente de plástico com ponta de metal e um visor para mostrar os resultados.

Termômetro tradicional

Axilar: deve ser colocado sob a axila durante 3 a 5 minutos. Não se preocupe em deixar um pouco mais de tempo: o  termômetro nunca ultrapassa a temperatura real do corpo, portanto não tem problema de passar um pouco do tempo.

Retal: ideal para bebês e crianças muito pequenas. É preciso introduzir a ponta 1,5cm no reto da criança e esperar de 3 a 5 minutos.

Bucal: deve ser colocado na boca. É uma opção para quando a posição do paciente não permite o uso no reto.
Muito cuidado com este tipo! Embora seja o mais barato, ele quebra com facilidade. Além de oferecer perigo pelo vidro quebrado, o mercúrio é tóxico e deve ser descartado nas lixeiras específicas para pilhas e baterias da sua cidade.

Termômetro digital

Além dos três tipos citados anteriormente (axilar, bucal e retal), os digitais também existem nas seguintes versões:

? Auricular: é só encostar no canal do ouvido, delicadamente, e esperar o tempo determinado, que costuma ir de 3 a 5 minutos.

Infravermelho : o mais rápido e fácil. Basta apontar o feixe de infravermelho para a testa ou ouvido da criança (dependendo do modelo) que o aparelho marca a temperatura.

Embora sejam um pouco mais caros que os tradicionais, estes modelos são muito mais seguros, principalmente para quem lida com crianças ou idosos.

Leia sempre o manual de instruções antes de usar, pois cada aparelho funciona de um jeito diferente. Alguns apitam quando a temperatura está alta, outros acendem luzes, ou apitam quando o tempo de medição acabou.

Agora que você já sabe mais sobre termômetros, escolha o seu e cuide da saúde da sua família!