Som automotivo

A+ A-

Excessos de ruídos, distorções e frequência alterada, causam fadiga auditiva e alimentam o estresse no trânsito. Por isso, quanto melhor a qualidade do som, maior será a compreensão da música e a integração com o veículo, o motorista e os passageiros.

Mas a escolha de um kit de som para o carro dependerá da marca do automóvel, da sua proposta de som interna, o tipo de música que quer ouvir e o valor do investimento. Também é importante saber se os painéis originais do carro serão mantidos ou se serão alterados, quantos alto-falantes irá comprar, o tamanho e onde colocará o amplificador, o subwoofer e o CD-changer.

Alguns aspectos podem ajudar na escolha, sobretudo quando o assunto é o conforto auditivo e a qualidade do som. Uma deles é a existência da sensação de som estéreo, pela esquerda e direita, criando um palco sonoro com imagem estereofônica vindo da frente do veículo e linearidade e clareza no som.

A imagem estéreofônica é a sensação espacial do som, que permite identificar os instrumentos e vozes da música, no espaço tridimensional. Assim, temos a sensação de estar participando da canção. Os dois ouvidos recebem o som em momentos diferentes um do outro e causa o efeito binaural, que reconhece de onde vem o som.  Uma imagem esteofônica perfeita do carro vem do correto posicionamento dos alto-falantes.

O subwoofer e amplificadores poderosos intensificam a qualidade de músicas com um baixo mais forte. Já as músicas clássicas ou o rock, precisam de alto-falantes que reproduzam todos os espectros de áudio.

A primeira etapa é escolher um CD-Players corretamente. Ele é a parte mais importante do sistema de som, já que é sua fonte geradora, por isso é fundamental a escolha de um de boa marca e referências. Ele precisa ter capacidade de expansão, tela bem iluminada, controle remoto, saída RCA dual, botão de pausa, frente descartável e uma voltagem maior para o amplificador, para um som com menos ruído.

Os alto-falantes podem ser apenas um par frontal ou incluir os traseiros, caso haja disponibilidade financeira. A instalação correta, feita por um profissional, fará com que o som seja perfeito ou um verdadeiro desastre, sem a possibilidade de um equalizador controlar o erro, e pode causar problemas inclusive para o veículo.  Eles devem estar direcionados ao motorista e o mais perto possível um do outro, para não ter obstrução no som. O alto-falante frontal deve estar na menor frequência possível.

O amplificador aumenta o som e melhora sua qualidade. Quanto mais potente, mais limpo será o sinal que envia para os alto-falantes. 

Os subwoofers têm frequência mais baixa e precisam ser instalados em uma caixa projetada exclusiva para eles. É importante escolher o tamanho certo, entre o 8? e o 18?, para funcionar bem e não danificar todo o sistema. Ele precisa ser compatível com o amplificador e caber no espaço disponível. Quanto mais potentes, menos distorção.

Um sistema de som básico deve ser instalado com espaço e preparo para upgrades. Isso pela tecnologia que expande a qualidade do som e a necessidade de agregar outros eletrônicos no carro. Fique atento aos detalhes e às dicas e faça a melhor escolha para turbinar seu carro com os melhores equipamentos automotivos!