Qual escolher: cadeira de alimentação?

A+ A-

                      

Gente, quando a criança entra na fase da papinha, é muito importante ter uma cadeira de alimentação, viu? Mas você sabe qual a diferença entre a cadeira de alimentação alta e o modelo portátil? Então vem comigo, que eu tiro essas dúvidas e te ajudo a escolher o melhor modelo pra sua casa!


Cadeira alta x portátil

Olha só, a cadeira de alimentação alta tem uma estrutura mais completa, com pezinhos que alcançam a mesa e deixam o bebê na altura de quem tiver fazendo as refeições. Isso é incrível, pois assim ele aprende a se alimentar, cria uma rotina e interage com as pessoas que tão na mesa. Demais!


Agora, essa cadeira pode vir no modelo padrão de madeira, com um cinto de segurança simples e que não é desmontável, ou ser uma a cadeirinha com funções como pés emborrachados, trava de segurança anti-tombamento e assento estofado.


Sendo assim, esses modelos mais completos já vêm com bandeja, pezinhos e assentos laváveis ou impermeáveis, e alguns têm rodízios também, pra você levar de um espaço pro outro com facilidade, sem arrastar nem ter que desmontar ela pra isso. Gostei!


Já a cadeirinha de alimentação portátil ganha pelo tamanho, viu? Ela é menor e pode ficar no chão ou suspensa, presa na mesa. Além de ser superfácil de dobrar, ela é a ainda mais fácil de guardar, levar no porta malas do carro e até ser guardada no armário. Uau!

                     


 
Não tem espaço em casa? Use essa cadeira portátil que fica suspensa na mesa


Ah! E tem um terceiro tipo que é ainda mais compacto, viu? O booster é a cadeirinha de alimentação portátil que você prende na cadeira de cozinha. Ela também vem com bandeja e tem um estofado mais fino, além de cinto de segurança de 3 ou 5 pontos. E sabe o que é mais legal? Quando fechada, ele vira uma maletinha. Adorei!

                     


 
A cadeirinha tipo booster fica presa na cadeira convencional


Mas afinal, qual comprar?

Seu filho vai usar a cadeira de alimentação dos 6 meses de idade até mais ou menos uns 3 anos, quando ele já tiver altura suficiente pra sentar na mesa usando uma cadeira normal. Então tem vários detalhes que você precisa levar em conta na hora de escolher a cadeira de alimentação, tá?


Pra começar, a primeira é o tamanho, já que tem que sobrar espaço pra você se movimentar e alimentar o bebê com conforto. Por isso, a cadeira de alimentação portátil é o melhor modelo, porque além de ser muito fácil de dobrar e desdobrar, ela é mais leve e cabe em qualquer cantinho. Legal!


Mas olha só, algumas portáteis não suportam o mesmo limite de peso de uma cadeira de alimentação alta, que aguenta de 15 a 30 kg. Daí, tem as que só suportam até 10 ou 11 kg, aí você vai ter que trocar por uma maior quando o bebê crescer, tá? 


Acessórios e segurança

Outro detalhe é o formato delas e as funções. As cadeiras mais completas contam com regulagem de altura, espaço porta-objetos embaixo e viram até cadeirinha de descanso e de balanço, com brinquedinhos e móbiles de fábrica. Arrasou!

                     

Essa cadeirinha é multiuso pra criança se divertir, comer e descansar!


Agora, pra quem quer um modelo que monta e desmonta super-rápido, o tipo booster é o melhor. A única coisa é que como o estofado delas pode ser mais fino do que uma cadeira de alimentação alta ou com assento de plástico, pode ficar desconfortável pro bebê se ele tiver que passar muito tempo sentado nela. Se for o caso, prefira uma cadeira de alimentação alta, viu?


E mais, outro item importante, é a segurança! As cadeirinhas precisam sempre ter cinto de segurança, pés emborrachados que não escorregam, freios nos pezinhos e sistema anti-tombamento pra evitar acidentes graves. Mesmo assim, nunca deixe o seu bebê sozinho na cadeira, tá?


Ainda tá na dúvida? Então clica aqui que eu te mostro todos os modelos da cadeira de alimentação alta.

Precisando de uma cadeirinha de alimentação? Dá uma olhadinha aqui no Magazine Luiza e garanta a sua pelo menor preço!