Quadrinhos, como eles surgiram?

A+ A-

Gente, os quadrinhos são ótimos aliados pra quem quer desenvolver o hábito da leitura, né? Isso mesmo! Afinal, ler histórias contadas numa sequência de quadros, com textos e desenhos, além de ser bem divertido, ajuda no entendimento da história! Agora, quer conhecer como esse gênero surgiu e outras curiosidades? Vem comigo que te conto!


As primeiras histórias

A primeira história em quadrinhos com personagens fixos, contada quadro a quadro e com os textos de fala dentro de balõezinhos, foi criada em 1894 pelo artista americano Richard Outcault. E ele ficou bem famoso já no ano seguinte, em 1895, depois que passou a ser publicada como tirinha no jornal New York World.


A história que se chamava The Yellow Kid, que em português quer dizer o garoto amarelo, e contava as aventuras de uma criança que sempre se vestia com uma camisola amarela. O legal é que esses quadrinhos sempre traziam algum tipo de reflexão sobre questões raciais e urbanas, sabia? Muito bom!


Já no Brasil, a primeira revista em quadrinhos veio um pouco mais tarde, em 1905. O Tico-Tico era o nome da história que tinha como personagem principal o menino Chiquinho.


Mas sabia que só nos anos de 1960 que os brasileiros tiveram acesso a uma história em quadrinhos toda colorida? Pois é! E o nome era A Turma do Pererê que tinha personagens inspirados na cultura brasileira. E nessa mesma época surgiu a Turma da Mônica, a história em quadrinhos mais conhecida do Brasil, né?
 

A Turma da Mônica é um clássico entre os quadrinhos brasileiros


Quadrinhos que são sucesso absoluto

Olha, entre os quadrinhos que as pessoas mais gostam, tão aqueles que contam a história de super-heróis. Aliás, muitos desses personagens já ganharam até filmes, como Batman, Superman, Thor ou Homem de Ferro, só que normalmente é lendo todos os quadrinhos que dá pra conhecer a história por completo, sabia? Aí sim!


Agora, tem histórias em quadrinhos sem super-heróis que também são bem conhecidas, sabia? Persépolis, por exemplo, é um livro em quadrinhos que conta a história da infância da autora Marjane Satrapi, que viveu durante a Revolução Islâmica. Gostei!
 

Persépolis é um quadrinho conhecido no mundo todo


Já o livro Maus ganhou, em 1992, o Pulitzer de literatura. Esse é um prêmio muito importante dado pra jornalistas! É que o americano Art Spiegelman, de origem judaica, usou os quadrinhos pra contar a história dos seus pais, sobreviventes dos campos de concentração de Auschwitz, durante a Segunda Guerra Mundial. Incrível!


Ah, tem curiosidade pra conhecer melhor a história de um dos mais queridos personagens dos quadrinhos, o Homem de Ferro? Clica aqui!


Já sabe, né? Os quadrinhos com as histórias mais incríveis tão aqui no Magazine Luiza. Aproveita!