Placa-mãe saiba tudo sobre ela

A+ A-

Sabia que uma das peças mais importantes do computador é a placa-mãe? Isso mesmo! É ela que faz com que as partes do seu computador se conectem e funcionem perfeitamente. Por isso, é bom você saber pelo menos um pouquinho de como ela funciona, viu? Então vem comigo que eu te conto!


Como funciona a placa-mãe

Toda placa-mãe vem com o socket pra instalação da CPU. E cada placa tem suporte a um tipo específico de processador, com um monte de variações a serem levadas em conta. Então, atenção com isso, tá?


É que a placa-mãe funciona como uma central do seu computador, juntando os principais componentes pro funcionamento da máquina. Nela ainda são encaixadas as chamadas placas auxiliares, de interface ou de expansão. E elas são colocadas nos chamados slots, que são os locais especialmente preparados pra receber essas outras peças e formar o computador.


Tem algumas placas-mãe mais completas que tem até placa de som integrada, viu? Já os modelos mais simples permitem que você configure todas as peças de acordo com as suas necessidades. E elas são ideias pra quem gosta de games e quer um som mais potente ou costuma editar vídeos e precisa de uma placa de vídeo mais forte!


Ah, e ela também é muito conhecida pelo nome em inglês que é motherboard. E outro detalhe importante é a Memória Ram, viu? É ela que faz os programas carregados pelo seu computador funcionarem em harmonia. E quanto mais memória, melhor!


Como alimentá-la?

A placa-mãe fica encaixada diretamente com o cabo da fonte que transporta a energia elétrica necessária pra ela funcionar. E ela sozinha consegue alimentar o processador, as memórias e a grande maioria dos dispositivos encaixados nos slots. Uau!


Quais as entradas?

As entradas padrão IDE, Intergrated Drive Electronics, permitem o encaixe de cabos conhecidos como flat cables, ou cabos finos. Cada um deles pode suportar até dois discos rígidos ou leitores de CD e DVD, totalizando até quatro dispositivos nas entradas IDE. É bom lembrar que nem todos os discos rígidos seguem o padrão IDE. Tem também os conhecidos como SATA, ou Serial ATA, viu?


E as placas-mãe também possuem um chip chamado de Flash-ROM, que tem um pequeno software chamado BIOS, Basic Input Output System. Sua função é controlar o uso do hardware do computador e manter as informações relativas à hora e data. Então, são os BIOS que emitem avisos e alertas toda vez que um dispositivo não estiver conectado do jeito certo.


Ah, e por meio da interface Setup, também presente na Flash-ROM, é possível alterar as configurações de hardware, como velocidade do processador, detecção de discos rígidos, desativação de portas USB e outros. O Flash-ROM é alimentado por uma pequena bateria que também fica localizada na placa-mãe, viu?


Outras entradas permitem a conexão do teclado, do mouse, aparelhos com conector USB, impressora e outros acessórios. E elas podem ser de dois tipos: serial ou PS/2. Normalmente, quando uma placa-mãe é instalada, essas conexões ficam bem visíveis, com fácil acesso pelo lado de fora do gabinete.


A placa-mãe e a rede

Falando em rede, a entrada LAN também se tornou parte integral das placas-mãe, facilitando a ligação entre computadores diferentes, roteadores, modems de acesso banda larga e tudo mais. Outro avanço bacana que virou coisa comum foram as entradas USB, que servem pra conectar: impressora, scanner, webcam, fone de ouvido, pen drive, etc.


Gostou? Continue aprendendo mais sobre computadores com esse post sobre o que são os drivers!


E que tal comprar o seu computador ou sua placa-mãe aqui no Magazine Luiza? Escolha o seu agora mesmo!