Inalador e doenças respiratórias

A+ A-

                  

Gente, os inaladores são aparelhos que ajudam a combater algumas doenças respiratórias graves como asma e bronquite. E se você fizer um tratamento com este aparelho, pode ser suficiente para aliviar o desconforto causado por estes problemas.

Como funciona?
Os inaladores funcionam fazendo com que um tipo de remédio chegue aos pulmões do paciente que geralmente possui uma doença respiratória para ajudar no tratamento.

O que faz a diferença no tratamento é o formato em aerossol do remédio, que penetra mais facilmente nos brônquios e assim tem efeito mais rápido. Eles são usados para ajudar na ingestão de remédios, sendo que com o uso destes equipamentos é possível que o medicamento faça efeito mais rápido, uma vez que são absorvidos diretos pelo pulmão.

                  

Tipo de inaladores
Existem vários tipos de inaladores no mercado que diferem na forma de liberação da medicação e em como são disparados. São eles:
nebulizadores, aerossol dosimetrado, spray ou "bombinha" e inaladores de pó-seco.

Os sintomas da asma brônquica são episódios de falta de ar, tosse, cansaço e chiado, acompanhado de aperto no peito. Tais sintomas se agravam à noite e nas primeiras horas da manhã, ou durante a prática de algum exercício, para o qual o paciente não esteja fisicamente preparado.

Asma e os seus tipos
Gente, a asma é uma doença respiratória que atinge as vias aéreas, tá?! Quando essas vias ficam inflamadas acontece a tosse seca, a sensação de aperto no peito, além da dificuldade respiratória.

A asma é difícil de diagnosticar, viu?! E existe três tipos, olha só:

Leve: crises de baixa intensidade e esporádicas, que pouco influem na vida diária do paciente. Os sintomas são discretos e o sono não é prejudicado. Às vezes, inaladortosse é o único sintoma.

Moderada: crises de média intensidade, ocorridas mais de uma vez por semana, que atrapalham em parte o desenvolvimento de atividades como estudo, trabalho e práticas esportivas. Os sintomas são mais fortes, com chiado intenso, falta de ar, tosse e cansaço. A pessoa não dorme bem.

Grave: crises de grande intensidade e diárias, que afetam muito o desempenho diário da pessoa. A falta de ar é grave, ocorre mal-estar, tosse e chiado intenso. Em alguns casos, a respiração é pesada e rápida. O indivíduo mal consegue falar ou caminhar.

Prontinho, agora é só procurar seu médico e ver os cuidados necessários e depois escolher inalador é ideal para você!