Iluminação para a casa toda

A+ A-

                     

Gente, nem sempre a iluminação é lembrada na hora de decorar a casa, né!? Mas, ela é um detalhe muito importante pra transformar qualquer ambiente. Além disso, com uma boa iluminação você consegue destacar quadros, paredes e até o sofá. Então, na hora de dar uma mudada na casa, não esqueça de pensar em como usar a luz em cada cantinho!

Se você tiver um hall, por exemplo, é legal usar uma iluminação que vai deixar o ambiente com um clima gostoso, afinal, é a primeira impressão que vão ter da sua casa, né!? E, aqui não precisa pensar em destacar nenhum objeto.

No caso dos corredores, a ideia é um pouquinho diferente. Se quiser iluminar um corredor que fica na parte de fora da sua casa, você tem que pensar em duas coisas. Primeiro, na sua segurança. Então é bom uma iluminação que te ajude a ver tudo o que acontece, né!? Depois disso, você pode começar a dar a sua cara ao ambiente, e pensar em dar destaque pras plantas, objetos e outros detalhes. Ah, essa última ideia também vale pra iluminar corredores de dentro da casa, tá?

Pra você entender um pouquinho melhor como criar esses ambientes na sua casa, vou te mostrar alguns efeitos de iluminação. Olha só:

Efeito difuso: esse tipo de iluminação é ideal pra quando você não quer destacar nada em especial. Afinal, a luz é mais suave. Por isso, é importante usar lâmpadas que não sejam transparentes, ta? E o lustre ou plafon são uma ótima opção pra conseguir esse efeito.

                    

Efeito indireto: apesar de se espalhar um pouco, essa iluminação cria pequenos focos de luz. É comum usar ela nos corredores de dentro da casa, com arandelas, por exemplo. Afinal, dá pra destacar um detalhe ou outro do lugar.

                   

Efeito dirigido: ótima opção pra destacar objetos sem atrapalhar a visão. Esse efeito faz a luz ficar focada num lugar. Aqui, o pendente e o abajur são ideais. Legal, né?

                      

Efeito Wall Washing: é o efeito de luz criado por spots ou por iluminação embutida no teto. Ah, também dá pra usar luminárias de chão e projetores pequenos. A ideia é iluminar menos e destacar alguns pontos e a parede. Por isso, é mais um tipo de iluminação que dá pra usar nos halls.

                      

Efeito Down Light: nesse caso, as luminárias são embutidas no forro e criam uma iluminação indireta, aquela que não vai direto pra um lugar. 

Efeito Up Light: Muito usado pra iluminar árvores e estátuas, as luminárias são instaladas no chão, criando uma luz vertical.

                       

Além de pensar na decoração, é importante escolher as lâmpadas que vão conseguir iluminar o tanto que você quer, tá? Olha só alguns modelos aqui:

Lâmpadas incandescentes
São as mais antigas e indicadas pra usar em casas e lojas, mas também podem ser colocadas em geladeiras e fogões. Elas têm um tom amarelado, soltam um pouco de calor e não são potentes como outras. E, por gastarem muita energia, não são muito usadas hoje em dia.

Lâmpadas halógenas
Elas funcionam de um jeito parecido com as incandescentes, mas usam o elemento químico halogêneo na fabricação, por isso o nome. Elas conseguem segurar o calor que elas mesmo soltam e isso faz elas serem mais econômicas. Esse tipo de lâmpada você pode encontrar em tamanhos e formatos diferentes. Ah, elas são muito usadas pra uma iluminação mais dirigida, que é quando você quer destacar uma área ou objeto, sabe?

Lâmpadas Fluorescentes
As lâmpadas fluorescentes, também chamadas de eletrônicas, são muito eficientes e não consomem muita energia. Bom demais, né!? São mais conhecidas nas cores branca e  azul, mas também tem algumas que imitam a luz da lâmpada incandescente.

Lâmpadas LED
As
lâmpadas de LED são as mais modernas e as que duram mais! Além disso, são muito econômicas. Elas são usadas pra dar uma iluminação de destaque nos ambientes. Apesar de um pouco mais caras, tem um ótimo custo-benefício.

Agora ficou mais fácil escolher a iluminação ideal pra valorizar o hall e os corredores da sua casa!