Hidrate-se no inverno

A+ A-

No inverno, a sede é menor do que nos dias quentes. Assim, o consumo de água se torna mais escasso e a situação coloca em risco a saúde, uma vez que água é fundamental para manter o organismo funcionando em ordem. Especialistas ensinam que mais de 60% do corpo humano é formado por água. É um elemento indispensável para o bem-estar. A água auxilia na regulação da temperatura corporal, na eliminação de toxinas por meio da urina e da transpiração, ajuda a moldar o bolo fecal e carrega muitos nutrientes pelo corpo.

Por essa razão, independente da estação do ano, é preciso beber aproximadamente dois litros de água por dia. Essa água pode ser consumida em sua forma pura ou em forma de alimentos, como frutas, verduras, legumes, sucos, sopas, chás. Essa quantidade de água pode variar. Depende de realização de atividades físicas, temperatura do ambiente e doenças que possam existir.

Quando não há a ingestão de liquido necessária, acontece o quadro conhecido como desidratação. Os perigos da desidratação são muitos, como sobrecarga dos rins, órgão responsável por eliminar toxinas e resíduos. A água é fundamental nesse processo e, em sua ausência, o rim não consegue realizar a filtração, dando abertura para algumas doenças renais. Quando não tratada, desidratação pode levar à morte. Para não ter problemas, fique atento a sintomas como boca seca, urina de cor e cheiro fortes, cansaço, perda de concentração, falha na memória e dores de cabeça.

Durante a atividade física, a transpiração, que é evaporação de água, serve para que os níveis de temperatura do corpo se mantenham seguros. Como parece ser menos intensa no inverno, acredita-se que a hidratação não é tão importante nesse período. Sem esse liquido passeando pelo corpo, as reações químicas realizadas pelo organismo para obter energia não ocorrem, impossibilitando a realização dos exercícios. E como 75% da fibra muscular é constituída de água, fica difícil conquistar o tônus dos sonhos.

A pele também fica ressecada, ficando mais suscetíveis a dermatites. Para escapar desse ressecamento, aposte em hidratantes. Cremes com substâncias mais oleosas são boas pedidas, já que ajudam a reter água na pele. Quem tem a pele oleosa, deve investir em cremes específicos. Evitar banhos demorados também é uma boa pedida, pois o hábito favorece a remoção da fina camada de gordura, responsável por barrar a evaporação do liquido para o meio externo.