Ferramentas uso adequado

A+ A-

Úteis em todas as casas, as ferramentas domésticas tem uma variedade imensa de aplicações e mais, uma escolha correta para cada uma delas. Quem já tentou usar cabo de chave de fenda como martelo, apertar parafuso de fenda com chave Philips ou instalar uma nova prateleira sem ter a furadeira para as buchas, ou as próprias buchas para fixar os parafusos sabe muito bem do que estamos falando.

A escolha e utilização da ferramenta correta passa pela resposta a uma pergunta bem específica: qual é seu nível de utilização? Amador ou profissional? Mesmo que possuam as mesmas funções estas linhas de produto se diferem muito, tanto em questões técnicas, como aplicação e autonomia de trabalho.

A indicação mais correta é a seguinte: se você precisa de ferramentas para sua casa, apartamento, em um ambiente doméstico, pode facilmente se resolver com as linhas amadoras, desde que de bons fabricantes. Já as ferramentas profissionais são dirigidas aos usuários que necessitam de maior potência (no caso das elétricas), maior autonomia, para um ritmo de trabalho mais intenso. Isso não quer dizer que, com uma ferramenta profissional você não conseguirá realizar os trabalhos em sua casa. Mas, muitas vezes, é um investimento além do que você precisa.

Aprenda a utilizar, a seguir, as principais ferramentas para manter sua casa sempre em ordem. A disposição a seguir não é, em si, uma ordem de uso, apenas colocamos em ordem alfabética para facilitar sua consulta.
 
Alicates

- Alicate Universal: pode ser utilizado nas mais diversas situações. Segure com mão firme principalmente para apertar porcas, dobrar metais e fazer isolamento de peças onde aja corrente elétrica.
- Alicate de Pressão: possui um sistema que segura e trava objetos. Esse você vai usar para segurar  porcas enquanto utiliza outra chave de fenda para girar o parafuso. Possui um sistema para liberar a porca quando necessário;
- Alicate de Corte: use para desencapar fios ou cortá-los e assim realizar os reparos elétricos da sua casa;
- Alicate de bico (ou Nariz de Agulha): possuem nariz longo e chato para segurar objetos em pequenos espaços.

 Chaves de fenda

- Fenda tamanho médio: as que garantem melhor utilização são as com cabo de aço, pontas de brita, acabamento em níquel e cromo e punhos de plástico. Valem das dicas de segurança: nunca utilizar em corrente elétrica ou para abrir tampas e demais superfícies lisas, pois a chave pode resvalar e causar acidentes.
- Philipps tamanho médio: vale as mesmas dicas do modelo anterior.  No caso da chave Phillips vale também comprar um modelo de menor calibre, principalmente para equipamentos eletro-eletrônicos.

Esmeril e Lixadeira

O esmeril elétrico é uma ferramenta muito útil para moldar, lixar e afiar peças metálicas. Sua correta utilização, contudo, requer alguns cuidados com a segurança. O principal deles é não submeter o disco à velocidade (r.p.m.) superior à especificada pelo fabricante o que pode provocar super-aquecimento e queima do motor. Manter as proteções em seus lugares é outra dica. Elas só devem ser retiradas para reparos ou ajuste do esmeril. Fique de olho também nos discos utilizados: existe um para cada tipo de atividade e os mesmos não podem estar trincados ou com defeito.

Estilete

Servem para realizar trabalhos delicados como cortar papel de parede até abrir caixas seladas. São equipamentos perigosos e que deve ser utilizados com cuidado. Uma dica é procurar aqueles nos quais você pode trocar a lâmina se necessário.  Na hora de alinhar o estilete, não se esqueça de proteger a linha de corte com a parte água de uma régua e fique de olho no caminho da lâmina!

Furadeira

Você encontra vários tipos de furadeiras no mercado, como os modelo de Pistola, com cabo de pistola e o cabo na traseira da furadeira; Cabo-T, que possuem o cabo neste formato e com o cabo no meio da furadeira para melhor equilíbrio e as de ângulo reto que não possuem mandril. A broca simplesmente se estende a um ângulo reto do cabo.

A utilização vai variar de acordo com o tipo de furadeira que você possui, mas, algumas regras gerais são importantes:

- Antes de colocar a furadeira para funcionar, verifique o estado das brocas. Brocas sujas geram um trabalho não tão apurado e as empenadas podem até mesmo inutilizar o motor e causar acidentes. Vale a lembrança: qualquer loja de materiais de construção vende conjunto de brocas em separado;
- Limpe a área a ser perfurada e tenha certeza das medidas e posicionamento dos furos, de preferência marcados a lápis antes de iniciar o processo de perfuração;
- Dica importante na hora de furar: tenha a mão as plantas hidráulicas e elétricas da casa para não tomar choque ou furar um cano.
- Ao terminar o trabalho, limpe as brocas e guarde todo o conjunto da caixa correspondente.

Martelo

Escolha o modelo médio, se for utilizá-lo apenas na fixação de pregos e trabalhos domésticos. Para outros fins, existem modelos específicos:

- Acabamento: são leves e feitos para pregar pequenos pregos e peças delicadas em madeiras;
- Construção:  possuem uma bola arredondada em uma extremidade, boa para moldar superfícies arredondadas, e uma parte plana na outra extremidade, para pregar metal e cravos;
- Demolição: são martelos de duas mãos, pesados, usados para quebrar paredes;
- Madeira: possuem superfícies de impacto de plástico, borracha ou madeira para pregar cinzéis ou forçar superfícies delicadas.

Nível

A utilidade do nível é muito maior do que se imagina. São fundamentais para construir, reformar e instalar equipamentos com exatidão. É ideal para ajustar quadros, fazer furos na parede em uma linha nivelada, checar alinhamento de mesa, ou para montar suporte de toalhas perfeitamente. São bastante duráveis e, no mercado, você os encontra em dois tipos:

- Vidro: possuem um compartimento de vidro com uma bolha de ar e, enquanto o nível se ajusta, a bolha trafega para os lados, alcançando o nivelamento quando estiver entre as duas marcas.
- Sensor: utilizam indicadores de luz ou som para avisar quando uma superfície é plana. Os níveis de laser projetam linhas retas. Alguns modelos projetam linhas em ângulos relativos ao plano reto, fazendo-os ideais para topografia de curta distância.


Serra circular

Por ser um instrumento de precisão, cada peça deve ser utilizada de forma adequada e com a proteção indicada pelo fabricante. Evite ultrapassar a velocidade periférica de operação do disco da serra circular, determinada pelo fabricante, para evitar acidentes e mal funcionamento do motor. Use sempre luvas e, mesmo assim, mantenha as mãos fora de linha de ação da serra.

Na hora de utilizar a serra, não fique nunca de frente para ela, a posição correta é a semilateral ao serrar qualquer peça, assim como não tente buscar peças que estejam entre você e a serra.

Quanto aos discos, mais cuidados: tome cuidado ao serrar peças cilíndricas pois a lâmina não deve ficar exposta mais do que necessário para a espessura da peça. Caso o disco se quebre, desligue automaticamente o motor e espere até que a máquina pare.

Serra tico-tico

Nos ajudam a fazer cortes precisos e são indicadas para reparos em marcenaria fina. Contudo, para resultados satisfatórios, devemos observar principalmente se a serra é adequada para a tarefa a ser realizada.

Trena

São úteis em diversos momentos, como medir o tamanho da mesa que você quer mudar de lugar, uma janela para a qual você vai comprar novas cortinas ou persinas, se está pensando em trocar o piso, ou até mesmo todas as dimensões de um ambiente, quando decidir comprar novos móveis. Na hora de escolher, opte por aquelas que tenham trava de segurança além de, pelo menos, 10 metros. Uma trena extra de 2 metros vai bem para levar em lojas e shoppings na hora de escolha dos móveis.