Android: a evolução do sistema

A+ A-

 

Gente, em 2018 o Android que é o sistema operacional da maioria dos smartphones vendidos no mundo completa 10 anos de vida! E desde o seu lançamento, ele já passou por 14 versões, sabia? Pois é! Agora, se quiser saber um pouquinho mais sobre cada uma delas, é só vir comigo!


1.0: a versão que não tinha nome

Lançada em 23 de setembro de 2008, a primeira versão do Android já contava com os aplicativos Google e outros recursos que, na época, eram inovadores como o Wi-Fi, Bluetooth e media player.


1.5: C ou Cupcake

Essa primeira atualização surgiu em abril de 2009 e, a partir dela, todas as novas versões foram batizadas com nomes de doces. Curioso, né? Entre as muitas melhorias que vieram com ela, surgiu o navegador pra internet no Android!


Ah, foi nessa versão que lançaram os widgets, que são aqueles programinhas que indicavam horas, temperatura e previsão do tempo na tela inicial do aparelho, sabe?


1.6: D ou Donut

Ainda no ano de 2009, em setembro, chegou a versão 1.6 do Android. Com ela, surgiu a caixa de busca rápida na internet. Já pensou como seria complicado sem ela? O Android Market, loja pra você comprar apps, também melhorou bastante!


2.1: E ou Eclair

No mês seguinte, em outubro do mesmo ano, essa atualização apareceu com papéis de parede animados e que respondiam ao seu toque. Chegava aos smartphones outros recursos como navegação por GPS e informações em tempo real de trânsito. O que hoje em dia é algo bem básico, né?


2.2: F ou Froyo - Frozen Yogurt

Essa versão nasceu em maio de 2010, sendo mais rápida do que as versões anteriores. Ela trazia controle por voz e a possibilidade de compartilhar a internet pra outros aparelhos.


2.3: G ou Gingerbread

O fim do ano de 2010 chegou e o Papai Noel da tecnologia trouxe a versão 2.3 pro Android. Sabia que foi nela que as selfies começaram? Pois é! Até então, nem todos os smartphones tinham câmeras na parte frontal.


Essa atualização também melhorou os jogos com sensores de movimentos, além de possibilitar a troca de informações como contatos, imagens e outras mídias com aparelhos próximos sem precisar de fios.


3.0: H ou Honeycomb

Em 2011, os smartphones tavam cada vez mais populares. Daí, as fabricantes criaram outro dispositivo, o tablet. Só que, até então, o Android ainda não funcionava muito bem nas telas grandes.

Por isso, em fevereiro desse mesmo ano, a Google lançou o Android 3.0, que também era chamado de Honeycomb. Essa era a versão do sistema operacional pra tablets, completamente otimizado!

 

4.0: I ou Ice Cream Sandwich

Em outubro de 2011, essa atualização trouxe mais opções de personalização ao smartphone, como a liberdade pra ficar mudando a tela principal, controlar o consumo de dados e compartilhar conteúdo instantaneamente!


4.1: J ou Jelly Bean

Lançada em julho de 2012 junto com o Google Now, o assistente pessoal inteligente do Android. Essa versão melhorou bastante a gaveta de notificações, aquela que você puxa do topo da tela do seu celular, sabe?


Ah, e a versão Jelly Bean também facilitou a vida de quem tinha mais de um usuário no mesmo aparelho, viu? Ela permitiu que mais de uma pessoa usasse o mesmo smartphone, cada uma com o seu login e senha!


4.4: K ou Kit Kat

A versão 4.4 é de 2013 e com ela nasceu o - OK, Google -, aquela frase que desperta nosso telefone, sabe? Daí, o controle do celular por voz foi pra um nível bem mais alto! E a partir desse ponto, é possível fazer quase tudo sem precisar tocar no celular!


Em destaque tá o Android Kit Kat, um dos chocolates mais famosos do mundo!


5.0: L ou Lollipop

É de novembro de 2014 e inaugurou um novo estilo visual que tá presente em todas as telas de smartwatches, smartphones, tablets e sistemas multimídia de carros e TVs. Surgiu aí a grande padronização desse sistema operacional!


Outro recurso inovador dessa atualização foi o sistema multi-tela, que você pode jogar pra tela da TV aquilo que tava vendo na telinha do celular, por exemplo.


Ah, e a partir da versão Lollipop é que as notificações passaram a aparecer também na tela de bloqueio do aparelho!


6.0: M ou Marshmallow

Foi lançada com muitas novidades em outubro de 2015. Uma das principais é que agora os aplicativos ficam em modo de espera pra economizar e muito a bateria!


E pra você não perder as mídias do seu celular, ele permitiu que tudo fosse guardado automaticamente no Google Drive, aquele app de armazenamento em nuvem da Google, lembra?


Essa versão do Android foi uma das que mais fez sucesso, viu?


Android 7.0: N ou Nougat

Lançado em agosto de 2016, essa versão deixa você usar mais de um idioma ao mesmo tempo no sistema, inicia seu celular rapidinho, economiza bateria sempre que você para de usar ele e ainda abre dois aplicativos ao mesmo tempo!


E o mais legal é que essa versão tem Realidade Virtual, que pode ser usada em celulares com a ajuda de óculos especiais que dão a sensação de visitar um lugar desconhecido ou até mesmo jogar com mais realismo!


Ah, e ela trouxe novidades também nas ferramentas de segurança, como os dados criptografados, pra ninguém bisbilhotar suas informações ou invadir seu celular.


Android 8.0: O ou Oreo

Olha, essa versão foi lançada em agosto de 2017 e tem o nome do famoso biscoito de chocolate. Ela trouxe melhorias no uso da bateria pelos aplicativos que funcionam em segundo plano, ou seja, eles continuam atualizando mesmo que você feche a janela deles.


O Android Oreo também permitiu que você controlasse melhor as permissões de cada app e, pra facilitar ainda mais o uso deles, lançou o autopreenchimento de logins e senhas. Agora, ficou mais fácil acessar suas contas!


Algumas pequenas mudanças foram feitas no visual do Android também. Quem sentiu mesmo o impacto de uma renovação foram os emojis, que ficaram mais próximos do padrão dos outros sistemas operacionais.


Ah, a versão 8.0 do Android também deixou os smartphones mais seguros, viu?
 

Nessa versão, o sistema operacional do robô verde ganhou o nome do biscoito Oreo


O próximo Android

O Android P, que ainda não tem número e nem nome oficial, tá na sua última fase de testes pelos desenvolvedores de games e apps. Ele, que foi lançado em maio de 2018, precisa passar por esses testes pra que tudo fique certinho quando chegar aos celulares das pessoas, tá?


Até agora, algumas funções do novo Android já são conhecidas. Uma delas é a de limitar o acesso a um determinado aplicativo. Isso quer dizer que você vai poder definir o tempo máximo de uso, ideal pra evitar usar demais!


E o Android P vai vir com novos recursos que tentam adivinhar o que você quer fazer no aparelho. Na função Bateria Adaptativa, o sistema vai frear os apps que você não usa e que tão gastando a bateria. Já no App Actions, os aplicativos mais usados vão ficar numa gavetinha de fácil acesso pra você. Aí sim, hein!


Na função Slice, o Android P vai juntar o útil com o agradável. Se tiver na rua e tentar abrir o app pra chamar um carro, ele pode sugerir o endereço da sua casa e, ao acessar o aplicativo, o destino já aparece incluído. Demais né?


Gente, esses são alguns recursos que o novo Android vai trazer e o lançamento pode acontecer a qualquer momento do segundo semestre de 2018!


Agora, que tal aproveitar pra dar uma olhadinha aqui e conferir as principais dicas na hora de escolher o seu próximo smartphone?


Tá procurando um smartphone Android? Aqui no Magazine Luiza tem muitos aparelhos com as versões mais novas desse sistema operacional. É só escolher o seu!