Alto-falante para o seu carro

A+ A-

Gente, ter um som de qualidade no carro é tudo de bom, né? Se você ainda não tem e quer tirar todas as suas dúvidas pra fazer a melhor escolha, é só ver essas dicas que eu separei pra você.

Os tipos mais comuns de alto-falantes:

                         


? Woofer: esse tipo de alto-falante reproduz bem os sons graves, médio-graves e parte dos médios. Ele é indicado pra reproduzir sons de bumbo, tambor, parte do piano, do baixo e da guitarra, tá?

Subwoofer: é parecido com o woofer, é ideal pra reprodução de sons de contrabaixo, baixo eletrônico e bumbo de bateria. Ah, e não tem um lugar específico pra instalar ele no carro, viu? Mas uma dica é não deixar a saída de som ser atrapalhada pelas bagagens no carro!

? Mid-range: esse modelo já foi feito pros sons médios. Ele reproduz bem a voz humana. Uma dica é colocar ele na parte de baixo das portas do carro ou na tampa interna do porta-malas.

Tweeter: reproduz bem os sons mais agudos. O mais certinho é direcionar aos ouvidos dos passageiros. Ele deve ser instalado no painel ou em cima das portas do carro. É ele que reproduz o efeito estéreo, que distribui a música pro ambiente todo, sabia?

? Triaxial: o sistema triaxial não é bem um alto-falante, viu? Ele é um conjunto de tecnologias. É assim: dentro de uma mesma caixa de som, são colocados um woofer, um mid-range e um tweeter. Esse tipo de alto-falante é indicado pra reproduzir todos os instrumentos, menos o contrabaixo, baixo eletrônico e bumbo de bateria.

? Coaxial: ele é parecido com o triaxial, mas sem o mid-range. Traz na mesma caixa de som um woofer e um tweeter. Ele é indicado pra reproduzir todos os instrumentos, exceto contrabaixo, baixo eletrônico e bumbo de bateria.

E as caixas?

                         


As caixas mais usadas pra sons de carros são as do tipo Selada, Dutada e Band-Pass. Vem comigo
conhecer um pouquinho de cada uma!

Caixa Selada ou Closed Box: também é conhecida como Suspensão Acústica. Esse tipo de caixa é totalmente vedada, de modo que o ar dentro dela evita a mistura de frequências. Como resultado, ela apresenta baixa distorção e tempos de resposta rápidos, reproduzindo graves, como tambores e bumbos por exemplo, com alta precisão. Ela suporta altas potências sem que se aumente o risco de estragar o alto-falante. É a opção ideal pra quem procura graves profundos e curte ritmos como Pop, Dance, Heavy Metal e Rock, tá?

Caixa Dutada ou Vented Box: pode ser chamada de Refletora de Graves. Ela é uma caixa selada com um tipo de cano que ressoa apenas uma determinada frequência, de acordo com sua largura e comprimento. Esse cano funciona como um emissor sonoro, contribuindo muito nas respostas de baixas frequências. É a opção ideal pra reprodução de graves fortes e contínuos. Ah e esse tipo de cano também permite o uso de alto-falantes de maior sensibilidade.

Como as frequências podem ser mudadas, essas caixas são consideradas super versáteis. Por sua reprodução ser voltada pros graves estendidos, ela é a opção pra quem gosta de ouvir Jazz, MPB, Clássico, Pop, Axé e Pagode.

Caixa Passa Banda ou Band-Pass Box: este tipo de caixa é capaz de reproduzir só uma faixa de frequência. É mais usada em carros sedans e camionetes. Seu comportamento é parecido ao de uma caixa dutada, com a vantagem de que funciona como um filtro acústico, o que aumenta seu rendimento. Como este sistema possui uma resposta muito definida e agradável nos graves, é uma ótima opção pra todos os tipos de música, viu?