Adegas: qual é o tamanho ideal?

A+ A-

O vinho acompanha a humanidade há milhares de anos. Há indícios de que nossos ancestrais já bebiam fermentados de uva há 7.000 anos, no Oriente Médio. Além disso, faz parte de muitas culturas, tanto em atividades recreativas como religiosas ou tradicionais. Os especialistas consideram também que o consumo moderado da bebida faz muito bem à saúde, e se você estiver pensando em encontrar uma solução para armazenar suas garrafas de vinho em casa, preste atenção nas dicas à seguir.  

Dizem que há um vinho para cada momento. Então, muitas pessoas guardam em casa garrafas para diversas situações especiais. Então, para você que está interessado em começar a guardar, preparamos um pequeno guia.

Função das adegas

As propriedades do vinho podem mudar com alterações no meio ambiente, como calor, mudanças bruscas de temperatura, luz, trepidação, baixa umidade e odores fortes. Por isso, é importante ter um local especial onde estes fatores sejam controlados e não misturem, estraguem ou danifiquem as garrafas.

Antigamente, era costume guardar o vinho em adegas construídas em porões, embaixo da terra, porque tinham características comuns. Hoje em dia, existem à venda adegas especiais, que são armários refrigerados em forma de móveis de decoração, climatizadas e que possuem temperatura e umidade ideais.

Condições ideais

As condições ideais para guardar uma garrafa de vinho sem que suas propriedades se estraguem são uma temperatura constante entre 11ºC e 17ºC e uma umidade relativa do ar de 70%. As garrafas devem ficar deitadas, com pouca luz e pouco movimento, pois é descansando que se realça o sabor do vinho.

O tamanho ideal

Varia sempre de acordo com a quantidade de vinho que se quer guardar e consumir. Um restaurante, obviamente, vai guardar muito mais garrafas do que uma residência. Existem adegas para guardar um mínimo de 6 unidades, mas também há as grandes, capazes de ter  81 garrafas num ambiente extremamente controlado.

A maioria dos especialistas concorda que a função da adega não é refrigerar o vinho, mas guardá-lo em condições constantes, por isso recomenda-se a compra de uma com um bom espaço. A adega climatizada é o equipamento perfeito para manter o vinho guardado por muito tempo, não para resfriá-lo. Por isso, as pessoas que compram adegas normalmente estão interessadas em terem muitas garrafas guardadas por um bom tempo. Ou seja, quanto maior a adega, maior será a coleção e as possibilidades de escolha: países, uvas, safras, tipos, entre outras características.

Há vinhos que melhoram depois de um tempo armazenados e ficam com aromas mais complexos, macios e mais saborosos. Por isso, devem ser guardados por muito tempo. Se esses são os vinhos que você deseja comprar, o ideal é ter uma adega bem ampla.

O envelhecimento do vinho

Os bons vinhos possuem um tempo de amadurecimento para serem considerados ?prontos? ou ?ideais?. Antes, não têm todas as qualidades organolépticas (sensoriais, visuais, aromáticas e gustativas), e depois, podem ser considerados mortos. As adegas existem para prolongar esse processo de envelhecimento até que sejam consumidos na hora em que desejamos.

O processo de envelhecimento ideal é feito através de reações químicas de redução, sem a presença de oxigênio. São essas reações de redução que geram os sabores mais agradáveis e complexos.

Sabia que o oxigênio mata o sabor e é fatal pro vinho? Isso mesmo! É que as reações de oxidação geram ácido acético, também conhecido como vinagre, e transformam o vinho, estragando ele. Por isso, é ideal que o vinho fique sempre em contato com a rolha pra que ela não resseque e nem entre ar na garrafa.

Problemas causados ao vinho por guardar ele de forma errada

O excesso de frio pode causar precipitações na garrafa, viu? E o excesso de calor pode fermentá-lo, criando gás. Além disso, a umidade pode criar fungos no caso de excesso ou o ressecamento da rolha no caso de falta. Isso faz com que entre oxigênio na garrafa e aí ´você já sabe, né?

A iluminação precisa ser sempre indireta para evitar reações químicas

Odores e vibrações também podem evitar propriedades de sabor, assim como manusear as garrafas frequentemente ou mantê-las de pé. A posição ideal é deitada, porque mantém o líquido em contato com a rolha, evitando o ressecamento e a entrada de oxigênio.

Gostou das dicas? Então aproveite e escolha uma adega pra armazenar seus vinhos aqui no Magazine Luiza!